terça-feira, 12 de março de 2013

Dedicatória


Alegrou-se com a notícia de que o livro seria dedicado a ela. Caminhou até a livraria com passos e um sorriso dignos de uma musa inesquecível, imortal.
Ao abrir na primeira página, leu: “Em memória de...”

O livreiro recolheu o corpo.

2 comentários:

Mago disse...

uia, qual o título? assim evito ir ler a dedicatória. Abraços!

Paco * disse...

Domit!

publicar seus contos fodões ganhadores de prêmios fodões é quase uma dedicatória à minha mediocridade
rs