domingo, 5 de dezembro de 2010

Dependência

porque tudo em mim
depende do ido
depende de sim

porque tudo em mim
mais eco ruído
me sobra aos ouvidos

porque me depende
no tempo e no espaço
porque vida em frente
no vento e no braço
porque sou semente
daquilo que nasço

dependo de tudo
e tudo por fim
também dependente
de muito de mim

4 comentários:

Atestado do Óbvio disse...

Lindíssima poesia e blog! Quando puder passa no meu tb!

Abraço :)

Mariana disse...

ah adorei o blog de vcs ,muito bom
bjus

Glauber Vieira disse...

Gostei do texto, tem uma sonoridade bacana.

Nilson V. Moreno disse...

Atestado do Óbvio,

Mariana,

Glauber,

Agradecido pelas visitas. Visitarei o blog agora. Valeus.

Abraços.