sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Beleza

Persiste a beleza ainda que
Tudo esteja disforme
Ainda que eu me confunda
Ao olhar arredores
E perceber que já não sei

Ainda há beleza escondida
Em teu olhar de rosa

Mesmo que nas esquinas
Se escondam olhares estranhos
Que nas calçadas
Se arrastem pés cansados
Ainda que me entristeça
Ao procurar por ontens

Ainda há beleza escondida
Em teu olhar de rosa

2 comentários:

Adriano Siqueira disse...

verdadeiro poeta... gostei muito achei que as pessoas precisam de mais textos assim na net...
abraços
dri

FláPerez (BláBlá) disse...

lindo refrão!