sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Salgueiro-chorão

Um tanto inseguro

curvava-se, desiludido

diante dos menores desafios


Enraizado em apatia,

quanto mais ele crescia,

mais perto ficava do chão



3 comentários:

L. Rafael Nolli disse...

Domit, preciso como sempre, meu camarada!

Joakim Antonio disse...

Realmente um tiro certo, por isso que alguns são chamados de elite!

Mais uma medalha ;)

lidia disse...

lindo,lindo...breve y lindo!
te dejo 1 beso
lidia-la escriba


pedir que pases por el blog ya es muchono?