segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Auto-bibliografia Ideal


Não me agrupo às inúmeras lajotas
Que ornamentam cômodos, suas facetas
Prefiro a natureza das maçanetas
Que dão a função de abrir às portas

Augusto Sapienza

4 comentários:

L. Rafael Nolli disse...

Meu camarada, estou contigo: prefiro as maçanetas, que dão vazão a outras portas, outros mundos!

Larissa Marques disse...

Adoro essas imagens que esse poema imprime, já comentei em seu blog.
Lindo!

Larissa Marques disse...

Quando der tire as pessoas que te pedi, da lista de escritores, temos que colocar outros. Obrigada, beijo!

Glauber Vieira disse...

Verso simples, mas com um belo simbolismo, boa sacada, cara!