sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

O limpo

Gosto de ser o que sou
Meus erros
definem meuZ eus
sou um deus
errado
Do Olimpo
sinto o fado
deste meu eu – do eu
safado
que apenas tentou
enganado
viver limpo
Um príncipe plebeu

conformado

2 comentários:

Júlio disse...

um deus errado do olimpo: ainda bem que zeus era torto!

Glauber Vieira disse...

Gostei do jogo de palavras. Bom texto!