segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Vingança


Haja serenidade para falar
de música e da pressa do Natal
fingindo naturalidade enquanto
a doutora colhe o Papa Nicolau

Que frango assado mais sem açúcar
e sal! E ainda de brinde:
-Ultrason pélvico transvaginal

Puta que pariu!

E eu já pensando nesta poesia
enquanto a máquina aperta meus seios
no exame de mamografia

- Tem uma ferida,
é preciso cauterização!
Eu imploro até pra Santa Rita
Suplicando: - Isto de novo não!

Laser
Laser
Laser

Chego em casa exausta
e rio ao olhar o meu amor
mal sabe ele que o que consola
é a certeza do dia do indicador

3 comentários:

Larissa Marques disse...

vingança, mas a verdade é que um homem nunca saberá o que é um papa-nicolau, ou uma mamografia!
MARAVILHA, Barbara!

fred disse...

Ótimo, Barbara, contudo:

é melhor uma anual 
dedada preventiva no anus
que ficar no ai-Jesus

suarei como um cuscuz
quando me puserem de quatro

não vai ser um belo retrato

Beijos

Barbara Leite disse...

Olha que pertinente:

Cuscuz: os cus não são iguais!
hahahha
Pô, mas homem sofre só depois dos 50, a mulherada é a vida toda praticamente, rs
Beijos
Obrigada Fred e Lari!