quarta-feira, 4 de julho de 2007

Prenda-me

Prenda-me
Se for capaz
De seduzir
Meu lado lunar
Que em fases
Troca em metades
De negro pra branco
Meu sol que pulsa em
Lençóis e hiatos
Há ecos retumbando
Em faróis de meus eclipses
E em minhas crateras
Há fases nuas
Sem luz ou figuras
Onde me escondo
Entre nuvens escuras
Não me vês
Apenas sentes
O clamor alucinante
De meus olhos ardentes
Por isso,
Não me veneres
Pois que sou reles
Lua com sintoma bipolar

6 comentários:

Mão Branca disse...

muito bacana, bem escrito, ótima escolha de palavras, imagens complexas a cada verso. gostei.

achei inteligente, inspirada.

Claudia Menezes disse...

Hummm!!! Que lindo .. Que apaixonante .. Adorei .. Como sempre vc escreve coisas lindas, que nos fazem sonhar e inspirar ...
Beijins ..

L. Rafael Nolli disse...

Olá, Caroline, bela metáfora aproximando esses ciclos lunares - com momentos de claridade e de escuridão - com os ciclos da própria vida.

Glauber Vieira disse...

Gostei da comparação mulher-fases da lua; o ritmo do texto tb ficou muito bom, bem musical.

Larissa Marques disse...

Menina, gostei. Beijocas estaladas.

Alexandre Costa disse...

Belíssima...como você!