quinta-feira, 5 de julho de 2007

Tuas Poesias

Vejo nos teus olhos
(Janelas da Alma)
As palavras
Das minhas poesias.

Mas elas são tuas,
Não minhas.

André Espínola

7 comentários:

Alexandre disse...

A poesia na realidade não nos pertence. Não pertence ao poeta, mas ao mundo lá fora!
Belo!
Abraços.

Anderson H. disse...

mandou bem, André. Belo.

Thorpo disse...

Se tirar o "janela da alma", que é MUITO batido, ficou boa a questão do pertencimento.

Glauber Vieira disse...

É uma bela declaração de amor...

Freddie disse...

Muito inteligente, falou muito com poucas palavras. Tri.

A czarina das quinquilharias disse...

simples e lindinho :)

Larissa Marques disse...

Quero que meus olhos sejam os teus, e que os teus sejam meus... O poema é lindo! Beijo!